28 de ago de 2016

O tempo passa...voltei!

Três anos se passaram desde a minha última postagem. A vida anda tão corrida que não temos tempo nem mais para escrever um pequeno texto. Que loucura!
Mas esta semana visitei meu blog e reli meus textos. Muito bacana essa experiência. É como ver fotos antigas, mas com as fotos falando. Um olhar para um eu que não existe mais da mesma forma, para um eu daquela época. E quer saber? Não mudei muito não. Pelo menos nas idéias, nos pensamentos, nos ideais. E isso me leva à conclusão que não envelhecemos em nossos pensamentos, apenas o corpo passa no tempo. 
O que escrevi ficou. Ainda que eu não estivesse mais neste mundo e que meu corpo já tivesse virado pó, minhas palavras e pensamentos continuariam para a eternidade. Um dia, alguém poderia ler e me conhecer sem nunca ter me encontrado. Isso é comum acontecer com grandes escritores, artistas, mas um ser humano comum evapora nas lembranças também, e aqui não, aqui ele permanece. Gostei.
Um diário escrito em papel se deteriora, a pessoa some, suas coisas se perdem, ela  deixa de existir até mesmo nas lembranças das pessoas através das gerações,  mas a internet nos dá a eternidade. Que estranho, que fantástico!
Por isso vou voltar a escrever. Se alguém vai ler não sei. Se servirá para algo, também não sei, mas espero que sim, afinal, ninguém é tão nada que não possa passar algo a alguém.
Plagiando o grande mestre Goulart de Andrade, que esta semana deixou o plano físico, mas que com certeza estará eternamente em suas idéias e pensamentos aqui na rede também, eu faço um convite a você: VEM COMIGO!



24 de dez de 2013

Feliz Natal!

A minha mensagem de Natal para todos os meus amigos não podia ser outra senão na voz do anjo bom da minha vida, minha mãe Adélia Pedrosa.
São 4 gravações feitas com muito amor. 
A todos os meus amigos então, um Natal de muita paz, de muito amor! Amem e sejam felizes. Parabéns Jesus!
Só um detalhe, perceberam que a palavra AMÉM sem o acento é AMEM. Pensem nisso, é ou não é uma mensagem?   
http://www.youtube.com/watch?v=TD9XkNmjddE&list=PL6626696E47017813

Saudade


É Natal! Esta noite estaremos todos comemorando o nascimento do amor ao próximo, que aliás anda bastante esquecido. Cada um à sua maneira vai fazer esta noite especial, seja comemorando com amigos, com a família, fazendo um Natal de caridade ou até mesmo boicotando o Natal por achar que é algo meramente comercial (isso também será uma noite diferente, a negação de algo, no fundo, é a afirmação de sua existência). 
E a palavra que me veio à mente hoje foi SAUDADE. Este é o sentimento que permeia meus Natais atuais. Saudade dos meus Natais de criança, na casa do meu padrinho Joaquim Pimentel, onde eu como única criança, era coberta de carinhos e presentes. Saudades dos meus Natais da solidariedade, quando mamy trazia para nossa casa todos os amigos solitários (eram muitos, já que a maioria são portugueses com suas famílias vivendo em Portugal). Saudade dos meus Natais da caridade, com minha amiga-irmã Andréa Morganti, no asilo das velhinhas, na ala infantil do Hospital do Câncer, na Cruz Verde, nos orfanatos. Saudade dos Natais com minha avozinha, falando um monte de besteiras e nos fazendo rir a todo momento. Saudades, saudades, saudades. Mas não tristeza, isso jamais.
Que bom ter na vida tantos momento maravilhosos para recordar. Como é bom ter lembranças tão boas.
Hoje meu Natal é com as pessoas que mais amo no mundo, mas cercado da lembrança dos que já se foram, não totalmente pois estão vivos em nossas mentes e corações.
Por isso aproveitem cada minuto, abracem, beijem, vivam o Natal com muito amor.
Feliz Natal a todos! Amem muito! Amem cada vez mais!

29 de set de 2013

A emoção de estar em um livro

Pois é, virei história. No último dia 25 de setembro foi lançado na Casa de Portugal o livro "Trago Fado nos Sentidos", organizado pela Prof. Dra. Heloísa de A.Duarte Valente. A obra trata do Fado em terras brasileiras, com biografias, entrevistas, um trabalho de pesquisa muito rico. Sabia que ia ser lançado, contribui de certa forma com um pouco do meu conhecimento do assunto, e sabia que entrevistas com artistas seriam publicadas. Mas jamais pensei que eu seria citada (e muito por sinal). A palavra certa para definir o que senti é "estranheza". Minha formação profissional bem como tudo que tenho feito pela música portuguesa no Brasil, sempre foram de "backstage", nunca de estar à frente, no palco. É muito estranho ver meu nome ser citado numa obra de tamanha importância. Estranho mas extremamente gratificante. É bom saber que fiz parte de algo tão importante. Assim deixo publicamente aqui meu agradecimento à Prof.Heloísa, fiquei muito feliz e honrada por fazer parte da história. 

A festa de lançamento do livro foi abrilhantada pela apresentação dos fadistas radicados no Brasil, Adélia Pedrosa (minha mãe), Conceição de Freitas, Antonio Carlos, Maria de Lourdes e Glória de Lourdes, acompanhados dos músicos Alexandre Matis e Igor Eduardo. Um show emocionante e como há muito não se via. A Casa de Portugal, lotada, ficou emocionada com o espetáculo.
Que venham mais shows, que o reconhecimento a estes valorosos artistas perdure e que se estenda à Pátria Mãe, Portugal.






23 de mar de 2013

"LUJINHA" DA CLAUDINHA

http://www.zazzle.com.br/clautulimoschi*

wibiya widget