17 de set de 2010

Larga do pé do Cabral!

Bem, hoje resolvi falar sobre uma coisa que sempre me incomodou muito, e que me foi relembrada nos últimos dias. Sabe aquela história do presidente atual ter o mérito sobre as coisas boas, mas as ruins são sempre culpa do antecessor? Pois é. É disso que estou falando.
Vamos deixar umas coisas registradas. O Brasil foi descoberto pela frota de Cabral em 1500; o Cabral morreu em 1526 e o Brasil deixou de ser colônia de Portugal em 1822. Ou seja, 510 anos depois do descobrimento, 484 anos da morte do coitado, e 188 anos da nossa "independência", e tem gente ainda pondo a culpa no Cabral por tudo que está errado no Brasil. Tenha dó! Isso é muita cara de pau! Gente, Cabral morreu! Sabiam? Pois é. E já não somos colônia há quase dois séculos. Não acham que está na hora de assumirmos nossa responsabilidade pelas cacas que andamos fazendo?
Eu não posso aceitar essa desculpa ignorante de que somos corruptos por culpa da colonização portuguesa, que a corrupção vem desde lá. Então, e não acabou ainda porquê? Já era tempo!
Não aceito que nossas novas gerações só vejam a colonização como algo ruim e que nos desgraçou para sempre.  Essa semana ainda vieram justificar comigo que a música portuguesa no Brasil é tratada hoje como os portugueses trataram a cultura indígena quando aqui chegaram. Hã? Justificar um suposto ato ignorante de hoje com a ignorância de 510 anos atrás? Essa não dá pra ficar quieta mesmo. Vingancinha ridícula. Óbvio que felizmente eu só ouvi esse absurdo de uma pessoa, porque se uma baboseira dessas se espalha, Deus nos acuda. Bem, é melhor que ser surda (será?). E não é isso que acontece. Não toca porque nós, portugueses e luso-descendentes, não nos esforçamos o bastante para divulgar nossa cultura por aqui. Porque acordos não estão sendo cumpridos como deveriam. Não há retaliações infantis.
Seguinte. Somos brasileiros, descobertos pelos portugueses e colonizados por tudo que é raça. Holandeses, italianos, alemães, portugueses, japoneses. Deixa o Cabral em paz! Somos uma belíssima mistura de raças e a responsabilidade por nossos erros, por nossos fracassos e por nossas vitórias é exclusivamente nossa, de mais ninguém.
Se há corrupção no país, o problema é nosso, nós é que estamos nos roubando uns aos outros. Se o povo é alegre, hospitaleiro e trabalhador, mérito nosso, somos uma Nação independente.
Agora larga do pé do Cabral gente e começa a olhar se o que vocês estão fazendo é muito diferente do que fizeram por aqui no passado. Não dá, não é? É sempre a vidraça do vizinho que está suja.
Desculpem o desabafo, mas não aceito injustiças e uma das coisas que mais me incomodam é a ignorância.
Descansa aí "seu" Cabral.
Beijokas


2 comentários:

"LUJINHA" DA CLAUDINHA

http://www.zazzle.com.br/clautulimoschi*

wibiya widget