20 de nov de 2010

Ciclos

"A esperança não murcha, ela não cansa, também como ela não sucumbe a crença. Vão-se sonhos nas asas da descrença, voltam sonhos nas asas da esperança." Augusto dos Anjos

Os ciclos da nossa vida. Quantos já passaram? Chega um tempo que perdemos a conta.
O movimento da vida às vezes não nos permite nem reparar neles, tamanha a velocidade com que se sobrepõem uns sobre os outros.
Estou finalizando um e já reiniciei outro. Desta vez os percebo bem, porque este que se encerra durou muito, foi difícil, foi pesado. E com esse encerramento aprendi como nos acostumamos com nossas cruzes. No começo nos parecem tão pesadas, tão insuportavelmente pesadas, mas até com isso nos habituamos. E chega um momento que não sentimos mais. O peso faz parte. Só nos damos conta dele novamente, quando o ciclo se encerra e finalmente podemos pousá-la no chão.
E outro já surge, desta vez sem cruz, com uma velocidade estonteante que atropela tudo. E assim a vida segue, em ciclos constantes. Rotina para quê?
Divido hoje com vocês a alegria de dizer que meu marido está curado da Hepatite C, depois de uma luta de 10 anos. É uma felicidade sem tamanho e por isso tem que ser dividida. Mesmo porque ele é um exemplo aos milhares que sofrem com essa doença. Não desistam, lutem, vocês vão conseguir. Mais detalhes sobre tudo isso podem ver em meu outro blog: http://partilhar-c.blogspot.com/
E um novo ciclo se inicia. Eu , para variar, engajada em algum movimento social, sempre brigando com alguém, claro.
Sou bastante ligada em política, sempre gostei de lutar por direitos e por ideais. E nessas recentes eleições me envolvi bastante, como puderam perceber. Tanto que conheci centenas de pessoas e acabei por criar uma Comunidade Virtual do BEM. Mas não apenas para ficar "tergiversando", e sim produzir, educar, esclarecer, mobilizar. Eu como milhões de pessoas, fui despertada para lutar pelo que acredito. José Serra nos trouxe isso de volta. Eu já havia me envolvido bastante antes, na época de Mário Covas, outra pessoa admirável. Sinto que muita gente está com o mesmo espírito de justiça, a mesma sede por honestidade, por um país limpo, pelo nosso Brasil.
Assim surgiu a Liga do BEM. Mais uma batalha na minha vida, entre tantas. Se você quer nos conhecer, seja bem-vindo, o endereço é http://turmadobem.ning.com/ (em breve será alterado e informarei aqui no blog). Acompanhem mais esta aventura da maluca da Claudinha. Movida a paixão e a ideais.
Não sei ser morna, já disse isso. Eu tenho que me sentir viva, porque eu simplesmente amo viver.



16 de nov de 2010

Que país é este?

Eu não sei se em outros países também funciona assim, mas aqui no Brasil as ONGs e entidades beneficentes existem para cobrir a incompetência do Estado na administração de graves problemas, como santas casas, orfanatos, asilos, grupos de apoios a portadores de doenças crônicas, defensores da natureza, e por ai vai. Onde o Governo não atua e é necessário, lá estão pessoas de bom coração dispostas a ajudar. Ainda bem que o país é imenso, porque e ausência do Governo é desproporcional. O chamado "terceiro setor" é um dos que mais tem crescido nos últimos anos. São pessoas de bem, geralmente que já passaram por problemas e se identificam com outros na mesma situação, ou simplesmente anjos que Deus envia à Terra. A grande maioria dessas instituições é séria, composta de pessoas honestas, que chegam a tirar do próprio bolso para ajudar os outros, uma vez que conseguir verbas nesses casos é missão quase imposível, e quando se consegue é mais uma esmola que um auxílio. Engraçado, as entidades fazem de graça o que quem ganha fortunas devia fazer e não faz. E pior, os membros dessas entidades não podem ter salários. Tem que trabalhar de graça. Mas isso é assunto para outro post. Hoje quero focar num fato que aconteceu estes dias e que realmente me mostra que a gente deve ter cara de palhaço mesmo.
Esses órgãos ambientais, que de meio ambiente não entendem nada, só entendem de multas, porque se não fosse assim, evitavam os danos ao invés de punir somente, agora deram um exemplo da mais absurda falta de respeito para com as pessoas de bem. Dezenas, senão centenas, de entidades precisam de tudo, muitas não tem sede própria, ou então tem o telhado quebrado, precisam de material, espaço, enfim, estrutura. E o Governo vem e implode mansões cinematográficas que foram construídas irregularmente em área de proteção ambiental! Mansões com vários quartos, bangalôs, áreas enormes, e com certeza mobiliadas. Isso é inconcebível. Por que não multaram o proprietário e destinaram as casas ou o material delas para essas instituições? Por que não fizeram dessas edificações, lares para pessoas carentes, ou bibliotecas, orfanatos, asilos, sei lá? Mas destruir tudo? O que o país ganhou com isso? A mata deve voltar ao natural. Legal, bacana, parabéns. Mas não dava pra derrubar e distribuir o material com quem precisa? Faça-me o favor. Isso é muita falta de respeito com a gente. E acontece direto. Tem muita coisa errada aqui no Brasil, muita. E sinceramente não sei se tem jeito. Parece que nosso país foi contaminado com um virus, um não, vários, que estão se espalhando por todos os setores do Governo, o vírus da corrupção,o vírus da desumanidade, da falta de vergonha na cara, de ética etc. etc. etc.
Vamos ouvir Legião e rezar, porque tem que ser Deus para mudar alguma coisa, e como ele é brasileiro, quem sabe?



11 de nov de 2010

O rabo abanando o cachorro

Eu falei que teríamos muito assunto.
Este é o país onde o rabo abana o cachorro mesmo.
Já no início da semana, com a ordem judicial para que o ENEM fosse cancelado, o Ministro da Educação, do alto da síndrome megalômana que atinge o governo, disse que não ia cancelar nada.
Porque nossos governantes tem a mania de estarem sempre certos? Eles nunca, nunca mesmo, admitem um erro, um equívoco, não, eles estão acima dos mortais que representam. Estão no Olimpo. Afinal nunca antes na história desse país tivemos um processo tão perfeito!
Depois, a respeito da regulamentação da mídia, que é o outro nome que deram pra censura, vem o Franklin Martins e solta uma ameaça: "A discussão está na mesa. Terá de ser feita. Pode ser num clima de enfrentamento ou de entendimento". Ou seja, "vocês vão ter que engolir".
Que país é este? Ou melhor, que país o Brasil está se tornando? As amostras de autoritarismo e arrogãncia que nos estão sendo dadas, não desenham um futuro bonito como as estrelas do céu e as músiquinhas de campanha. Acho que veremos estrelas sim, muitas, mas das porradas que vamos levar.
Em 1997 foi lançado um filme nos Estados Unidos, com Dustin Hoffman e Robert de Niro, entre outros astros, que retrata um lado da política que causa indignação profunda. Acho que muitos aqui no Brasil que hoje estão no poder, devem ter visto esse filme e se inspirado. O título no Brasil é "Mera Coincidência" e o título original do filme é "Wag the Dog". Assistam, acho que vão achar interessante, o filme está inteiro aqui nesta lista de reprodução.
Eu volto depois.



10 de nov de 2010

Pano pra manga!

Então. Acho que os blogueiros, twitteiros, orkuteiros, enfim, os meios de comunicação independentes e sem "rabo preso" na internet vão ter um prato cheio nesse governo recém eleito. Não preciso nem dizer cheio do quê, acho desnecessário baixar o nível do texto. O novo governo nem bem começou e... JÁ COMEÇOU! Ora vejamos, CPMF, ENEM (de acordo com Lula, perfeito), 18 obras do PAC bloquedas por suspeita de super-faturamento e desvios, salário mínimo, mínimo mesmo (mas a grana pra mandar pra outros países e fazer média é máxima!), possível aumento (alguém duvida?) para os congressistas, Pallocci desfilando em Brasília novamente, e por aí vai. Note-se que estamos há apenas 2 semanas passadas da eleição. Imagina o que vai acontecer nos próximos 4 anos? E o silêncio dos petistas? Isso mata. É contundente. Até jornalistas que fizeram campanha declarada, estão mudos, estáticos, falando de outros assuntos, de música, futebol, da teoria da relatividade, da flexibilidade do rabo da lagartixa. Pois é. E agora Mané? Já encontrei, e amigos me falaram também, muitos eleitores que se arrependeram já no dia seguinte. Agora não adianta meu bem, deviam pagar multa pra nós! Eu até torço, torço mesmo para estar errada, mas sou humana, não adianta, Madre Tereza só a nova presidentA. Eu tenho vontade de falar BEM FEITO, juro, sei que é errado, mas meu sangue ferve. Sabe aquele desenho Carangos e Motocas (é velho, eu sei), mas tinha aquele bordão inesquecível do personagem Confuso: EU TE DISSE! MAS EU TE DISSE!
Gente, e o que foi essa divisão do país? Que é isso ""CUMPANHERO"? E vem falar que foi o Serra que fez isso? Foi o Lulla, ele dividiu o país, ele alimentou o preconceito. Estratégia do "acusar o outro pelo que eu mesmo faço", só que tem muita gente inteligente no Brasil companheiro, não nos subestime.
Bem, mas vamos aproveitar, teremos muito assunto para conversarmos daqui por diante. Vamos acompanhar e ver o que acontece. Fiquem comigo (e com os carangos e motocas rsrs)!



2 de nov de 2010

The days after

Pois é. Esperei passar o dia de ontem, a minha frustração, para poder escrever aqui no blog. Aliás, nem sei se é bem frustração o nome, não sei definir, porque ao mesmo tempo que tinha fé na vitória do meu candidato, sabia que o Brasil ia me decepcionar novamente, isso já havia acontecido antes, várias vezes. É complicado você enxergar as coisas de uma maneira e não conseguir fazer com que os outros também enxerguem. Já disse que não sou dona da verdade, sou dona da minha verdade, mas me pareciam tão óbvias algumas coisas, que cheguei a pensar que o povo acordaria. Eu acompanhei nestes últimos anos, contrariadamente porque não votei em Lula tampouco, toda a espécie de barbaridades e falcatruas escancaradas pra todo mundo ver. E nem bem ela esquentou a cadeira, já vemos entrevistas com José Dirceu, Palocci, todos voltando, como era esperado. É um Halloween que vai durar no mínimo 4 anos.
E assim, acompanhamos a vitória da impunidade, descobrimos que no Brasil, o crime compensa. Eu até entendi a fome do brasileiro por eleger um operário, um chamado "homem do povo", apesar de que pra mim todos são "do povo". Era aceitável isso. Mas agora tivemos um homem de origem humilde, filho de verdureiros, que estudou em escola pública, batalhou para vencer na vida, e lutou com dignidade pela liberdade, disputando com uma filha de "burgueses" (eles chamam assim) da classe média alta, que estudou em colégios pagos, sem dificuldades, e que em nome de uma suposta liberdade, que na verdade seria outra ditadura, lutou da forma mais terrível, como guerrilheira. E quem vence? Eu não entendo o critério, juro. Para mim não há o mínimo de bom senso nisso. Além do que a vitória dela mais me parece uma derrota, porque dos 135 milhões de eleitores, 80 milhões não votaram nela, o que mostra que ela foi eleita pela minoria. Pior foi ver o humilde operário, arrogantemente dizendo que o homem que conquistou 45 milhões de votos, que trouxe de volta o patriotismo e a oposição ao país, José Serra, saiu menor desta eleição. Como? Ao contrário meu caríssimo Lula, ele sai muito maior, maior que seu partido, com uma legião de seguidores que acredita nele, porque não votamos no partido, votamos na pessoa.
E, ao contrário da suposta lição que a presidente eleita diz que os pais agora podem dar a seus filhos, que uma mulher pode ser qualquer coisa, a lição que fica mais clara infelizmente, aliás não só uma, é que não é necessário batalhar, estudar, vencer, basta conhecer as pessoas certas e ter QI, o famoso "quem indicou", a outra é que não precisamos trabalhar para ter o que queremos, basta lutar, protestar, ir para as ruas, invadir, ou nos filiarmos a alguma entidade de classe ligada ao partido do governo, mais, que pode roubar, enganar, mentir, basta depois dizer que não sabe, não viu, e jurar isso até a morte. Ai são tantas as lições, tantas. Mas uma coisa sei que ganhamos de positivo. Ganhamos um líder. Um homem que nos trouxe de volta a vontade para lutar pelo Brasil que acreditamos e pela manutenção da democracia e da liberdade.
Vamos em frente, pois o BIG SISTER BRASIL acaba de começar, e estamos "de olho". Boa sorte à nova presidente, e que Deus nos proteja.
Deixo pra vocês um poema que conheci ainda no ginásio, e que é perfeito para o momento. Sei que vão gostar.


"LUJINHA" DA CLAUDINHA

http://www.zazzle.com.br/clautulimoschi*

wibiya widget